Governo federal corta duas vezes o reajuste do salário mínimo

O governo de Jair Bolsonaro anunciou nesta semana a segunda revisão de projeção para baixo do valor do salário mínimo, hoje em R$ 998,00. Em agosto deste ano a equipe econômica já havia anunciado uma redução de R$ 1.040,00 para R$ 1.039,00. Agora, anuncia nova revisão para R$ 1.030,00. São R$ 10,00 que o governo Bolsonaro tira do bolso do trabalhador. A medida também vale para os benefícios assistenciais, previdenciários, além do abono salarial e do seguro-desemprego, baseados no piso salarial do país.

De fato, se Bolsonaro tivesse mantido a regra de cálculo da Política de Valorização do Salário Mínimo, iniciada em 2004, o salário mínimo iria para R$ 1.050,89 em 2020 (R$ 52,89 a mais em relação aos atuais R$ 998,00). Isso porque, até Bolsonaro assumir, o salário mínimo era reajustado pela inlação medida pelo INPC mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. O atual governo quer que o reajuste se dê apenas pela inflação, que mesmo oficial, não reflete as perdas que o trabalhador sente no bolso.

A projeção do governo Bolsonaro é economizar, às custas do trabalhador, R$ 5,2 bilhões no Orçamento de 2020, com a revisão para baixo do salário mínimo. A proposta já foi encaminhada ao Congresso, que terá a decisão final sobre o reajuste do salário mínimo.

É bom lembrar que o valor de aumento do salário mínimo é referência para muitas outras negociações. Portanto, mesmo quem não ganha este salário, sairá prejudicado. 

Assessoria de Comunicação

27/11/2019 18:22:01

A direção do SINTTEL-RS acompanha atentamente o avanço da pandemia de COVID-19, a doença causada pelo CORONAVÍRUS. Preocupada com os trabalhadores em telecomunicações e, também, com os do Sindicato, decidiu reduzir o horário de trabalho podendo ser reavaliado a qualquer instante, conforme evolução do estado de alerta.

O novo horário é das 10h às 16h15. Este horário é emergencial.

Reafirmamos que estamos à disposição dos trabalhadores e trabalhadoras e orientamos todos que, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS