COMFICA: nova reunião para dar continuidade à negociação do ACT 

Dirigentes do SINTTEL-RS estiveram reunidos, dia 22/11, de forma virtual, com representantes da Comfica, para dar continuidade às negociações para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). Esta reunião substituiu a que estava agendada para o dia 9/11, desmarcada pela empresa e tratou de questões como a insatisfação dos trabalhadores relativas a prática de salários distintos para mesma função; ausência de reajuste de salário e o plano de saúde da UNIMED.

Neste período, enquanto aguardava a realização da reunião com a empresa, o Sindicato contatou os trabalhadores, repassou todas as informações sobre as negociações, colheu novos dados de reajuste de salários, casos pendentes de CFT, problemas encontrados na base, questões de cargos e salários para equiparação nas mesmas atividades e encaminhou à empresa.

Mesmo assim, mesmo depois de 20 dias da última reunião, a empresa trouxe a mesma proposta da reunião anterior. Frente a isso, o Sindicato reiterou à Comfica que esta proposta já foi rejeitada pelos trabalhadores/as em assembleia do dia 8/11, quando também ratificaram a proposta aprovada na assembleia da Ezentis e solicitaram o cumprimento de ACT na íntegra, com reajuste do INPC/data base em todas as cláusulas econômicas.

Por sua vez, a empresa novamente informou não ter condições de assumir este ACT do RS, por ser fora da realidade que a COMFICA pode assumir de compromissos e por estar muito distante dos demais acordos dos outros estados que a empresa opera.

O SINTTEL-RS reafirmou as cláusulas da convenção do RS e o encaminhamento da negociação para mediação pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-4). A empresa ficou de rever até esta sexta-feira, dia 25/11, e encaminhar ao Sindicato uma melhoria na proposta da empresa.

Entre os pontos debatidos na reunião, estiveram:

Reajuste dos salários 10,49% - O Sindicato enviou a lista com os nomes dos trabalhadores para os quais não foi aplicado o reajuste na migração para a efetivação. A empresa afirmou que não foi reajustado os salários de todos os trabalhadores na migração e efetuará.

VR em R$ 29,88 – O Sindicato informou que o mesmo reajuste repassado da EZENTIS de 10,49% ocorreu com o valor dos VR´s e deve imediatamente aplicar o reajuste para R$ 29,88. A empresa informou manter a proposta anterior e analisará até sexta-feira, dia 25/11.

CFT / PCCS - A empresa informa que recebeu e já fez as alterações dos cargos para Técnico de Manutenção, alguns casos já estão sendo aplicados nessa folha de novembro. O SINTTEL-RS insistiu na questão do PCCS, para as mesmas atividades entre as equipes e os vários salários praticados no quadro funcional, bem como, a solicitação da retroatividade a data do contrato para a equiparação salarial. A empresa compromete-se em rever todos os casos, analisar as atividades dos trabalhadores, a qualificação e equiparar os salários entre os mesmos cargos e funções.

Plano de saúde - A empresa aguarda retorno das operadoras amanhã. Porém, o Sindicato indicou a AMIL por ter um custo menor, sendo acessível para o trabalhador com a participação do custo pela empresa. A empresa já está operando com a AMIL e a Intermédica e está ciente dos casos para o interior e litoral quanto as coberturas. Sendo assim, o Sindicato reiterou emergência nessa questão para solucionar os casos mais críticos na base. Solicitamos também análise para contrato com a operadora UNIMED. A empresa informou não estar conseguindo fechar, pois a UNIMED alega a sinistralidade oriunda da EZENTIS e está repassando o valor de R$ 500,00, custo que fica inviável para o trabalhador e para a empresa. Mas se comprometeu a dar continuidade nessa negociação com a UNIMED ou outro plano único para todas as vidas do quadro de trabalhadores facilitando o atendimento e o custo mensal.

Participaram representando o Sindicato os dirigentes Gilnei Porto Azambuja, Circe H. S. A Matos, Juan Sanchez e a assessoria jurídica Ana Rita Nakada e pela empresa Lusanira Damasceno e Solânge Gonçalves Araújo.

Uma nova reunião deve ser agendada para os próximos dias, para dar continuidade à negociação ou, se não houver acordo, o envio dela para mediação do TRT-4.

Acompanhe as notícias do seu Sindicato, sindicalize-se e ajude a fortalecer a luta que é de todos e todas.

Assessoria de Comunicação

23/11/2022 15:16:53

logo fitratelp 3 f01CUTA

Sem título2