ATÉ O DIA 24 DE OUTUBRO, PARTICIPE DO PLEBISCITO POPULAR SOBRE A VENDA DAS ESTATAIS

Iniciou no sábado, dia 16 e se estende até o dia 24 de outubro, o PLEBISCITO POPULAR SOBRE AS PRIVATIZAÇÕES “PRIMAVERA DA DEMOCRACIA”. A consulta, construída com a participação e engajamento das centrais sindicais, federações e sindicatos de trabalhadores (entre eles o SINTTEL-RS), movimentos sociais e partidos de esquerda, tem como objetivo proporcionar aos gaúchos, o direito de opinar sobre a venda de importantes e estratégicas empresas gaúchas.

O plebiscito tem um apelo moral e é uma forma de pressionar os governos para ouvirem o clamor da sociedade. É também, uma resposta aos governos Bolsonaro, Eduardo Leite (RS) e prefeitos que, alinhados com o projeto neoliberal implantado no país, seguem a cartilha à risca nos estados e municípios e estão vendendo as empresas sem ouvir a população.

No caso do RS, é, ainda, uma resposta direta ao governador Eduardo Leite (PSDB) que enviou projeto de lei para a Assembleia Legislativa, retirando da Constituição Estadual a necessidade de um plebiscito para a venda de empresas estatais, como CEEE, CRM, Corsan, Banrisul, Procergs, entre outras.

A necessidade de plebiscito para venda das empresas do Estado foi uma condição incluída na Constituição Estadual, em 2002, como forma de ouvir a população, após a onda de privatizações feitas pelo governador Antônio Britto (PMDB), que liquidou com a CRT e com 2/3 da CEEE, trabalho terminado agora por Eduardo Leite.

Chamada de “Primavera da Democracia”, por ocorrer na primavera, a proposta proporcionou, ao longo dos meses, um intenso debate sobre a venda de empresas do RS e, também, das demais empresas, como a Petrobrás, cuja privatização da Refap, por exemplo, afetaria gravemente a vida dos gaúchos, assim como do Correios. Em nível municipal estão ameaçadas a Carris, Procempa e DMAE.

VOCÊ PODE VOTAR SEM SAIR DE CASA

A consulta está sendo feita em formato híbrido, através de uma plataforma de democracia participativa, garantindo o voto pela internet e, também, em cédulas para comunidades sem acesso à internet ou para quem preferir votar presencialmente.

COMO VOTAR

PRESENCIALMENTE - Para o voto presencial, os trabalhadores poderão ir até a sede do SINTTEL-RS, em Porto Alegre, onde estão colocadas urnas para votação em cédulas. O processo e rápido e pode ser feito numa passada. Podem votar todas as pessoas maiores de 16 anos.

Para o voto presencial, a pessoa precisará informar seu nome e apresentar qualquer documento oficial com foto, como RG, Carteira Profissional, Passaporte ou CNH (sem isso não poderá votar). O nome e o número do CPF devem ser preenchidos na “Lista de votantes”. Caso a pessoa não possua CPF, anotar o número do documento apresentado. O votante deve assinar a lista de votação e cada pessoa só poderá votar uma vez.

PELA INTERNET - Quem quiser, pode votar pela internet, através de computador, tablet ou celular, acessando o link https://decidimrs.com.br, apenas informando o nome e o CPF.

PASSO A PASSO PARA VOTAR PELA INTERNET

  • Clica no link - https://decidimrs.com.br
  • Coloque o seu nome e seu CPF
  • Responda sim ou não nas perguntas
  • Marque que você concorda com os termos de uso
  • Clique em Enviar

De forma rápida e fácil, você exerce um direito seu que foi roubado e contribui para o fortalecimento da democracia.

No caso dos trabalhadores telefônicos, da ativa, aposentados e pensionistas, é uma oportunidade de impedir que o mesmo crime cometido contra a CRT, não aconteça com outras empresas fundamentais para o Estado e para o país. Os resultados das privatizações são conhecidos da categoria: demissões, precarização das condições de trabalho, redução de salários e de direitos, aumento das tarifas, piora nos serviços, entre outras questões.

Portanto, participe do PLEBISCITO “PRIMAVERA DA DEMOCRACIA” e faça valer a sua voz e sua posição sobre a entrega do patrimônio público para empresas privadas.

Estão na mira de privatização diverssa empresas municiais, estaduais e federais como Corsan, Banrisul, Procergs, Sulgás, Correios, Caixa, Banco do Brasil, Petrobras, Eletrobras e Trensurb. O voto popular pode desautorizar estes governos, fazendo uma importante pressão política com o resultado do plebiscito.

IMPORTANTE - Dúvidas e mais informações, acesse a página do plebiscito Popular no facebook no endereço https://www.facebook.com/plebiscitopopularrs/

PARTICIPE. Você pode votar até o dia 24 de outubro.

Assessoria de Comunicação

16/10/2021 21:18:48

logo fitratelp 3 f01CUTA

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.