SINTTEL-RS cobra do governador imunização para os trabalhadores telefônicos

O SINTTEL-RS protocolou, no dia 6 último, ofício dirigido ao governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), solicitando a imunização dos trabalhadores telefônicos. O documento foi entregue pelo diretor Alexsander Ferreira Avaly, ao Chefe de Gabinete do governador, Jonatan Brönstrup. O mesmo pedido foi enviado também à Secretária da Saúde do RS, Arita Bergmann, e ao representante da Casa Civil, Artur Lemos Júnior.

No documento, o Sindicato destaca que os serviços de telecomunicações foram classificados como essenciais por decreto federal, em março de 2020. Desde então, os trabalhadores telefônicos, representados pelo Sindicato, têm estado em trabalho permanente, inclusive com aumento do volume de trabalho, tendo em vista a natureza e o aumento da demanda no setor.

Se somos essenciais, a vacina também é

Para o Sindicato, a inclusão da categoria na lista de trabalhadores que têm prioridade na vacinação é urgente. Os trabalhadores telefônicos estão diuturnamente nas ruas, garantindo a conexão e o funcionamentos de diversos negócios online, que dependem hoje de conexão segura e contínua para seu funcionamento, incluindo os serviços de saúde e da educação.

Mas, sem a vacina, os trabalhadores estão pagando este esforço com a sua saúde e até com vidas. A exposição regular durante a execução das tarefas está aumentando o número de contaminações entre a categoria e levando a óbito um importante número de trabalhadores.

Todas as atividades, externas e internas, como instalação e manutenção dos serviços, nos órgãos públicos, nas residências, locais comerciais dos clientes e no atendimento ao público em geral também nas lojas, expõe os trabalhadores telefônicos. Além disso, pela natureza de seu trabalho, que exige contato pessoal e até de entrar nas casas, eles acabam sendo potenciais disseminadores do vírus, o que torna a situação ainda mais grave.

Portanto, se o serviço é essencial, a vacina também deve ser.

Ações concretas

Além de apresentar a situação dos trabalhadores telefônicos ao governador e aos demais órgãos, o Sindicato solicita que as autoridades tenham ações concretas e imediatas para garantir a imunização da categoria entre as prioritárias para vacinação em todo o Estado.

Desde que iniciou a pandemia, o Sindicato vem tomando diversas medidas para preservar a vida dos trabalhadores e minimizar as possibilidades de contaminação pela Covid-19. Foram muitas as iniciativas da entidade, desde denúncias ao Ministério Público do Trabalho (MPT) até a distribuição de máscaras. Agora, com a vacina, que depende dos órgãos públicos, a expectativa é que haja sensibilidade das autoridades em reconhecer a necessidade de que os trabalhadores de setores essenciais, caso dos telefônicos, sejam incluídos no Plano Nacional de Imunização como categoria prioritária.

Continuamos na luta em defesa da vida!

Confira os documentos entregues.

Ofício Secretária de Saúde

Ofício Casa Civil

Ofício Governador

Assessoria de Comunicação

06/04/2021 19:15:06

logo fitratelp 3 f01CUTA

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

O novo horário de atendimento é das 10h às 16h15.

Este horário é emergencial, devido a pandemia.

Estamos à disposição dos trabalhadores, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS