Sindicato envia ofício às empresas cobrando prioridade na vacina para os trabalhadores em telecomunicações

O SINTTEL-RS enviou, semana passada, ofício às empresas, alertando quanto a necessidade de que os trabalhadores em telecomunicações – serviço definido como essencial – estejam incluídos na lista de público prioritário para tomar a vacina contra a Covid-19, assim que iniciar a vacinação.

A entidade manifesta preocupação pela falta de definição quanto a medida, notadamente em função do crescente número de casos na categoria, que vem trabalhando de forma regular e constante desde o início da pandemia.

No final do ofício, o Sindicato chama as empresas a aumentarem os esforços para garantir que o governo brasileiro em todos os níveis (federal, estadual e municipal) garantam a vacina ou, caso contrário, que as próprias empresas realizem a vacinação, adquirindo vacinas em número suficiente para imunizar os trabalhadores.

Confira, a seguir, a íntegra do documento:

“O SINDICATO DE TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES E OPERADORES DE MESAS TELEFÔNICAS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SINTTEL/RS, entidade sindical de primeiro grau, inscrito no CNPJ sob o nº 89.623.375/0001-11, com sede na rua Washington Luiz, nº 572, em Porto Alegre/RS, vem, por seu Presidente, abaixo firmado, exortar total atenção dessa organização de trabalho, com vistas à imunização vacinal contra o COVID-19, que se avizinha.  

Cabe enfatizar que nas atuais circunstâncias pandêmicas é por demais preocupante, senão, angustiante, que não tenhamos definido e/ou determinado no Plano Nacional de Imunização, a aplicação do soro antiviral em questão, quaisquer um dos existentes e, obviamente, aprovado pela ANVISA, PRIORITARIAMENTE, nas e nos trabalhadores em telecomunicações.

Salientamos que pública e notoriamente ficou evidenciado e declarado o nosso Setor, como sendo essencial para toda a sociedade.

Portanto, nos tempos que vivemos, ESSENCIAIS são os trabalhadores que laboram em todos os âmbitos deste segmento da economia.

A exposição regular durante a execução das tarefas, intermitente ou constante, está aumentado os números de casos de afetados por esta moléstia que assola a humanidade, ceifando vidas ou deixando sequelas difíceis de sanar e quando não, irreparáveis.

Registramos que todas as atividades profissionais, externas e internas, que passam, por exemplo pela instalação e manutenção dos serviços nas residências e locais comerciais dos clientes e no atendimento ao público em geral nas lojas, fazem dos nossos representados, possíveis e potenciais disseminadores do vírus fatal, tanto no âmbito familiar quanto no âmbito social. 

Portanto, vaciná-los é fundamental!

O SINTTEL-RS conclama este empregador a estar na linha de frente exigindo da federação brasileira, do estado e do município, mediante ações concretas, que sejam inclusas estas VIDAS no processo de IMUNIZAÇÃO e que, caso haja uma negativa das esferas citadas, garanta que aconteça a vacinação, adquirindo estoques necessários para tal feito humanitário, nos Postos de Saúde e/ou locais designados.

No aguardo de resposta célere e positiva, vencendo narrativas negacionistas de antivacinação, nos despedimos, desejando que 2021 seja o ano da retomada com resiliência, denodo e muita fé!

Atenciosamente

Gilnei Porto Azambuja

Presidente”.

Assessoria de Comunicação

12/01/2021 13:10:12

logo fitratelp 3 f01CUTA

Rua Washington Luiz, 572 - Centro, Cep 90010-460 Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

O novo horário de atendimento é das 10h às 16h15.

Este horário é emergencial, devido a pandemia.

Estamos à disposição dos trabalhadores, caso necessitem de informações ou qualquer outra questão, podem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou por telefone, pelo número (51) 3286.9600.

Atenciosamente,

Direção SINTTEL-RS