Sábado, 18 Agosto 2018

ato na radiante

Dirigentes do SINTTEL-RS e trabalhadores da Radiante realizaram na manhã desta quarta-feira (8), uma manifestação no portão da empresa, em Porto Alegre. O motivo foi mais um atraso no pagamento dos salários. Participaram da atividade os dirigentes Mateus e Flávio, além dos Representantes Sindicais Flaviano e Airton.

Por cerca de meia hora, com carro de som, os sindicalistas pararam os trabalhadores e inclusive um caminhão que tentou furar o bloqueio feito pelo Sindicato. O veículo só passou quando foi liberada a passagem.

O diretor Flávio, em sua fala, destacou o absurdo da situação. “Salário tem dia certo para ser pago e não pagar acertadamente é uma situação muito grave. Não vamos aceitar que a empresa ache normal atrasar os salários. Já estamos acionando a assessoria jurídica do Sindicato para que a Radiante dê explicações sobre o atraso nos salários e para que cumpra este compromisso em dia”, alertou o dirigente.

Na sexta-feira passada (3), a RADIANTE já havia se comprometido a pagar os salários até a segunda, dia 6. No entanto, vencido o prazo, os pagamentos não foram feitos. O Sindicato cobrou da Matriz e a informação é de que os pagamentos só serão feitos dia 10, sexta-feira.

Lembramos que na negociação do ACT 2017/2018, o Desembargador deu prazo até a segunda (13\8), para o Sindicato informar se queria ou não encerrar o processo de mediação. A entidade esperava que os pagamentos fossem feitos em dia para assinar os ACTs de 2017 e 2018, que inclui dez meia-bolsas no SENAI.

O SINTTEL-RS já orientou a Dra. Ana Rita, a solicitar a marcação de outra audiência na segunda para ver se os ACTs assinados chegam até 10\8. A entidade também pedirá ao TRT4 que advirta e cobre multa da empresa pelos atrasos de salários aos trabalhadores.

Os trabalhadores e trabalhadoras aderiram a mobilização e inclusive destacaram a iniciativa do Sindicato de garantir, no ACT, a liberação de bolsas junto à empresa para que possam fazer os cursos do SENAI.

Assessoria de Comunicação

08/08/2018 11:20:41

Reforma Trabalhista, veja o que mudou !

clt

App